Como escolher o sensor de estacionamento correto para seu carro

A vida dos motoristas mudou completamente depois da invenção do sensor de estacionamento. Mesmo que saber fazer a baliza e ser eficiente no momento do estacionamento seja um requisito para conquistar a Carteira de Habilitação, esses momentos podem ser bem chatos e dotados de inseguranças.

Os sensores de estacionamento entram nesse cenário ajudando e indicando ao motorista detalhes sobre o seu entorno que tornam a experiência da baliza muito mais fácil. Os detalhes são sinalizados por meio de sons ou mesmo imagens que indicam objetos, pessoas ou animais no caminho da marcha ré do carro.

Mas, como escolher o melhor destes sensores para o seu carro?

Quais tipos de sensores de estacionamento existem no mercado?

Para escolher o melhor sensor de estacionamento, é necessário saber de antemão os que estão disponíveis no mercado. Confira uma lista deles logo abaixo:

Sensor ultrassom

Assemelhando-se a um sonar, o sensor com ultrassom emite uma frequência sonora inaudível aos humanos e é através do eco que consegue saber a proximidade do objeto e do sensor.

Para instalar este item é necessário furar o para-choque. Portanto, é importante ter isso em mente na hora de fazer a escolha. Um lado positivo é que este sensor pode ser usado em para-choques de metal sem problemas;

Sensor eletromagnético

O sensor eletromagnético, diferente do ultrassom, não exige perfurações, já que consiste em uma fita magnética que é colocada na parte interna do para-choque. Entretanto, seu funcionamento não é ideal em para-choques metálicos, já que eles diminuem a sensibilidade do sensor. Ideal ficar de olho nesse detalhe no momento de compra;

Sensor com câmera

Quando falamos no sensor com câmera, este diferencia-se dos demais, e por vezes se soma aos mesmos, promovendo uma percepção do ambiente bem completa. Afinal de contas, estamos falando de uma percepção visual do que estamos nos aproximando com o carro, assim como, em alguns modelos, podemos ouvir os “beeps” do sistema, indicando a aproximação perigosa. É importante lembrar aqui que este tipo de sensor também pede perfurações no para-choque.

De uma forma ou de outra, tendo a possibilidade ou o desejo de fazer furos ou não, a instalação de sensores de estacionamento é mais que recomendada para todo e qualquer motorista.

Afinal de contas, esta é uma ferramenta de prevenção, capaz de tornar a vida e o dia a dia muito mais tranquilos e confortáveis.

Para escolher o melhor sensor e o mais funcional, leve em consideração:

  • O preço que está sendo pago;
  • A área de detecção que o sensor cobre;
  • A facilidade na instalação, assim como a necessidade ou não de alterações na estrutura do automóvel;
  • A durabilidade e resistência do mesmo;
  • O seu modelo de veículo.

Alguns dos benefícios de se investir no sensor de estacionamento

Segurança

Afinal de contas, você passa a ter uma maior noção e controle de onde o seu automóvel está indo, contra o que ele vai de encontro, e pode evitar batidas e arranhões ocasionais;

Maior confiança

Como foi dito mais acima, muitas pessoas têm medo na hora de estacionar, e com os sensores de estacionamento, é possível deixar esse medo para trás. A maior segurança vem sempre associada com um maior controle e bem-estar;

Benefícios no longo prazo

Como um investimento que promove um maior cuidado e cautela no lidar com o automóvel no dia a dia, a instalação de sensores de estacionamento traz um grande benefício no longo prazo.

Diríamos até que desde um primeiro momento, já se pode sentir benefícios, com a satisfação e a tranquilidade no manejo do carro.

É importante também lembrar que, além dos sensores que são instalados na traseira do carro, existem algumas versões para a parte dianteira, garantindo uma ainda maior visibilidade e controle do automóvel. Resta apenas pesquisar e saber melhor qual a melhor forma de tornar o seu automóvel o mais protegido possível de casualidades

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *